Governo brasileiro confirma dois casos de vaca louca e suspende exportação para China
04/09/2021 18:46 em Todas

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, por meio da secretaria de Defesa Agropecuária, confirmou dois casos neste sábado a ocorrência de dois casos de mal da vaca louca no Brasil em Nova Canaã do Norte, no Mato Grosso, e Belo Horizonte, Minas Gerais.

 

Vaca Louca é o nome popular da encefalopatia espongiforme bovina, EEB. Esta é uma doença que afeta o cérebro do animal e provoca descontrole motor. As células morrem, e o cérebro fica com aparência de esponja. A manifestação pode ocorrer também em humanos, com transmissão por carne contaminada, e em ovinos.

 

Segundo a pasta, os casos são atípicos , ou seja, quando o animal desenvolve a doença espontaneamente, por idade avançada. Os casos foram identificados durante inspeção.

 

Trata-se de vacas de descarte que apresentavam idade avançada e que estavam em decúbito nos currais. Em nota, o Ministério afirmou que a Organização Mundial de Saúde Animal, OIE, “exclui a ocorrência” de casos atípicos para reconhecer o “status oficial de risco do país”.

 

"O Brasil mantém a classificação como país de risco insignificante para a doença, não justificando qualquer impacto no comércio de animais e seus produtos e subprodutos”, diz a nota.

 

"Não há risco para a saúde humana e animal", afirma. Com as confirmações, a exportação de carne bovina para a China foram temporariamente suspensas. A medida, que passa a valer a partir deste sábado,4, se dará até que as autoridades chinesas concluam a avaliação das informações já repassadas sobre os casos”, afirmou o Ministério.

 

 

A TARDE.

COMENTÁRIOS